Galeria Homegrown apresenta: “02_expo gravuras 2015"

June 29, 2015

 

Em sua segunda edição, a exposição "Gravuras" volta à Galeria Homegrown com trabalhos inéditos de nove artistas urbanos e contemporâneos.

 

A abertura será na próxima quinta-feira, dia 2 de junho, a partir das 18h. Ananda Nahu, Antonio Bokel, Bragga, João Lelo, Manu Alves, Marcio SWK, Rafael Uzai, Rafo Castro e Villas participam da mostra, apresentando estilos e técnicas diversos, mas com o mesmo objetivo de tornar a arte mais acessível ao público. Para a exposição, foram utilizadas gravuras produzidas em serigrafia e pela técnica da Fine Art/Giclée.

 

"O grande diferencial dessa exposição em relação à do ano passado foi o fato de apresentarmos mais de uma forma de impressão, explorando não só a serigrafia mas também o fine art. Outra novidade foi quebrar o padrão de formato da nossa gravura, explorando outras dimensões. Os valores esse ano irão variar levando em conta não só a técnica e dimensões da gravura, mas também de acordo com a valorização artística no mercado de cada convidado", explica Pedro Henrique de Oliveira Rodrigues, curador da exposição.

 

A arte de Ananda Nahu é marcada por trabalhos em cartazes e grandes paineis. Já a de Antonio Bokel, pelo "despreconceito tipológico", o traço culto convive com símbolos gráficos primários. Bragga apresenta o abstrato, o movimento, cores, pixel, vetor, midi e improviso. O artista João Lelo cria figuras humanas e animais que se misturam de forma surreal. Manu Alves constroi seu trabalho, retirando as matizes e apresentando imagens ricas em detalhes que remetem a padronagens de tecidos. SWK, que transformou Santa Teresa em sua galeria a céu aberto, também ilustra as paredes da galeria. Já Rafael Uzai é entusiasta da desconstrução do figurativo, buscando na abstração um caminho para a expressão de sua linguagem. Rafo Castro explora linhas mais puras, diretas e um processo de criação mais simples. Sempre bem-humorados, seus personagens são vivos e ricos em detalhes graças à conversão de traços únicos. E Villas, por meio da arte urbana e postgraffiti, debate a relação do homem com a natureza.

 

A exposição Gravuras conta com a parceria da Lithos, empresa fundada em 1916 especializada em impressão por serigrafia, técnica em que o artista produz a imagem em uma tela estêncil (matriz) e depois a transfere para um papel, de forma artesanal. Cada série de gravuras terá apenas 20 unidades (20/20), assinadas e numeradas a punho pelos próprios artistas, todas com o selo da Lithos. Os preços irão variar de R$300 a R$800.

"A gravura pode ter enorme valor artístico e, ao mesmo tempo, ser uma plataforma de acesso à arte. É exclusiva, limitada e, mesmo assim, possui um preço acessível. Por conta disso é a principal porta de entrada, o primeiro contato da maioria das pessoas com o vasto universo das artes plásticas. Buscamos esse formato numa tentativa de formar e estimular pequenos colecionadores a consumir e se aproximar da arte urbana e da arte contemporânea. Acreditamos que esse segmento de arte represente a arte da nossa geração, é ele que estará nas paredes de nossas casas, galerias e museus num futuro muito próximo", acreditaMarco André Tosatth, que também assina a curadoria.

 

Sobre a Galeria Homegrown

 

A Galeria Homegrown, localizada em Ipanema, faz parte do cenário contemporâneo da Arte Urbana nacional. Promove exposições frequentes, sendo o espaço pioneiro a impulsionar a street art na cidade e uma das principais deste segmento no Brasil, já tendo realizado mais de 100 apresentações.

 

Desde 2006, promove exposições de artistas de diferentes segmentos como: grafiteiros, artistas plásticos, ilustradores, fotógrafos, designers e tatuadores; por onde passam, em cada edição, entre 500 e 700 pessoas. Nomes como Izolag, Antônio Bokel, Gais Ama, Flavio Samelo, Mateu Velasco, Fefe Talavera, Marcelo Ment, Titi Freak, Mark Miner e João Lelo, além de artistas de Brasília, São Paulo e outros países como Argentina, Peru, México, Suíça, Holanda, Estados Unidos e até do Japão já expuseram na galeria. 

 

Em 2012, ganhou uma reforma que proporcionou maior harmonia na distribuição das obras e mais conforto para o público. 

 

Por toda essa dedicação e trabalho de curadoria, conquistou o respeito, o reconhecimento e a admiração da cena e dos admiradores de street art, ganhando destaque em diferentes mídias e meios de comunicação.

 

Serviço:

 

"Gravuras"

 

Data abertura: 2 de julho (quinta), das 18h às 22h

Período de exposição: 02/07 a 01º/08

Horário de visitação: segunda a sexta, das 10h às 20h, sábados e feriados, das 12h às 18h

Endereço: Rua Maria Quitéria, 68 – Ipanema – RJ

Telefone: (21) 2513 2160

Entrada Gratuita/ Classificação livre

Contato: galeria@hg68.com.br

 

Please reload

Featured Posts

Graffiti THE POINT South Bronx - New York City

March 16, 2014

1/5
Please reload

Recent Posts
Please reload